Joga fora no meu lixo: calça vermelha

Estou parecendo muito superficial esses dias, né? Bem que eu gostaria de falar do número de mulheres estupradas que triplicou no último ano e o quanto lamento por isso, gostaria de falar do crack, que deixa cada vez mais viciados doentes e debilitados e não protege estas pessoas do frio das ruas, falar sobre a preocupação das grávidas de primeira viagem que não tem condição financeira para fazer um pré-natal, mas apesar de saber que vocês se solidarizariam com tudo isso, às vezes fazer caras e bocas pro espelho pode sim alegrar o nosso dia mais cinzento e nem por isso você deve ser considerada mais ou menos fútil.

Bom, enquanto uns fazem churrasco outros tem que trabalhar, não é mesmo? Lá em Goiânia é feriado, está fazendo 32 graus na piscina aquecida do tio Carlos e eu aqui estreando meus presentes de aniversário adiantado, tentando driblar o frio/saudade.

A jaqueta de couro vocês já conhecem. Foi a madrinha Mara que me deu. E me sinto toda toda cada dia que a uso.

A calça vermelha é da Forever XXI, veio diretamente de Toronto e foi presente da minha amiga Vanessinha. De casa pro trabalho escutei vários elogios, vulgo cantadas de motoboy, um cara até gritou de dentro do carro: Ohoooo vermelhão. Bom, fora estes momentos de constrangimento total em que se precisa ter muita coragem pra vestir vermelho, ela continua sendo minha cor preferida.

A camiseta preta e o sapato preto com salto bloco e biqueira prateada, foram presentes da minha mamy, junto com o perfume 212 sexy que não dá pra sentir pela foto.

Por isso é que eu digo, que apesar de todos os problemas que estão acontecendo pelo mundo, ou mesmo ao nosso lado, a gente tem mais é que agradecer por cada dia de vida em que podemos ser felizes de corpo e alma.

ImagemImagemImagem
Imagem
ImagemImagem

Anúncios

Amanhã: Dia da Liberdade de Impostos

O Brasil é um dos países em que mais se cobram impostos no mundo. Neste ano, os brasileiros terão de trabalhar mais de 150 dias para pagar os tributos cobrados pelo governo.  Por isso, amanhã, alguns postos de gasolina, bares e supermercados venderão aos consumidores produtos sem o preço dos tributos.  Além de São Paulo, o evento também será realizado no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. O objetivo é conscientizar a população que pagar 40% de imposto em cada produto comprado é um abuso. Para a gasolina, os tributos chegam a 53%. 

Êêêê Brasil, brasileiro. Passou da hora de tomar uma atitude para os 364 dias restantes, não é mesmo?

Joga fora no meu lixo: onça com flores

O friozinho voltou e nas ruas o que mais vemos são casacões pretos, pesados deixando o dia ainda mais cinzento. Eu que amo o frio, mas também sou amante das cores, deixei a perua incorporar em mim.

Apostei em uma blusa de manga comprida com decote canoa que mistura a estampa de onça com flores azuis e uma pitada de rosa choque. Escolhi a calça (de veludo quentinho) a partir de uma das cores da blusa. Se fosse de alguma outra cor além das 1704 já existentes na blusa poderia ficar over. Nos pés, um scarpin azul pra não chamar mais atenção.

Confesso que não sai com esta roupa nem na esquina. Primeiro, porque é da sogrita e ela ainda não estreou. Segundo, porque é a primeira vez que visto uma estampa felina.

O que vocês acharam?

ImagemImagemImagem

Fatos e Fotos

De 200 inscritos, 40 bandas foram selecionadas para participar do Festival no Shopping Bougainville. Toda quarta se apresentarão 10 bandas. Das quais 5 serão selecionadas para a próxima etapa.
É lógico que Ploriphonic está entre elas e concorrendo com minha música preferida.
Quem não pode comparecer na noite de ontem, curta agora Eduardo Faria dando um show.

A titia ama vocês

A Carolina Gomes tem razão. Eu sou a titia mais feliz deste mundo. É que ela não acredita que a Marina, que nasceu na virada deste ano, despertou em mim aquele brilho único da maternidade. Poder segurá-la em meus braços e sentir o seu cheirinho é um dos maiores presentes que pude ganhar. 

Aí depois veio o Álvaro, filho do meu primo Gui, meio loiro, meio ruivinho, que me conquistou com seu sorriso frouxo e o beijo melado, uma coisa fofaaaaaaaaa que não dá vontade de largar.

Logo depois nasceu o Théo. O filho do meu melhor amigo, o Carlos, que ainda não conheci, mas me derreto só de pensar nele. Na felicidade dele crescer em um lar abençoado, com um pai tão amoroso. 

Em julho, estamos esperando a Yasmim. Filha da minha amiga Bethânia. Uma gravidinha reluzente, com um olhar especial.

Aí uma das minhas melhores amigas, minha irmã de alma e coração, Carol, conta que vai ser mamãe, que foi presenteada por Deus com esta dádiva. Que está um tanto enjoada e não é para contar para ninguém. Daqui 2 dias vamos saber se espera o Nicolas ou a Sophia.

E na segunda fico sabendo que minha cunhada linda, a Samy, também está esperando um bebê. Será meu primeiro sobrinho. Mas aposto que é menina. Nunca vi uma mãe tão contente com a notícia, iluminada, realizada. Mobilizou toda a casa a emitir as melhores vibrações para que venha forte e com saúde.

Ontem minha prima Laura, contou que a Gabriela vai ter uma irmãzinha, a Isabela. Só aumentando a família. Estamos todos realizados.

Aí não passou nem dois dias e fico sabendo que a Elysa, a minha amiga do colegial, a menina da turma, a caçula, também está grávida. E pelas minhas contas também vai nascer de dezembro para janeiro, fazendo como a Marina, enchendo meu ano de alegrias.

Além desses bebêzinhos, ainda tenho meus 3 afilhados, que para mim nunca irão crescer. Henrique, Pedro Vinicius e Belinha, para vocês todo meu amor.

Tenho ou não tenho motivos para ficar com esta cara babona de titia?

Imagem