Laser fracionado de CO2, por Paula Oliveira

Você conhece o laser fracionado de CO2? Confesso que nunca tinha ouvido falar. Quando eu tinha uns 17 anos e meu rosto se encheu de espinhas, minha mãe disse que o melhor tratamento era roacutan, mas que só podia ser usado em extrema necessidade. Ou seja, quando seu rosto virar uma única cratera. Como não era o meu caso, só precisei deixar o tempo passar.

Mas vocês sabem como este problema pode atrapalhar homens e mulheres. As espinhas não acontecem apenas na adolescência e podem deixar marcas profundas na alto estima. Por isso, minha prima #gata, #modelo, #queridíssima, resolveu testar a novidade e contar para vocês sua experiência com o laser.

Primeiro vamos entender o que é:

O laser fracionado de CO2 consiste em um laser que tem alta afinidade pela água da pele e ao ser utilizado promove sua vaporização com consequente cicatrização e estímulo à formação de colágeno, que diminuem cicatrizes traumáticascicatrizes cirúrgicasestrias manchas na pele, além de promover o rejuvenescimento.

O tempo de recuperação é rápido, de 3 a 7 dias e não impede o trabalho. Após o procedimento deve-se evitar o sol e deve-se utilizar fotoprotetor solar, com alta proteção UVA e UVB.

Segue depoimento da Paulinha:

“Fiz laser fracionado de CO2 no rosto pra poder tirar algumas cicatrizes de espinha, mas pra ficar muito bom vai pelo menos mais uma sessão. Eu li váaaarios depoimentos antes, muita coisa que as pessoas diziam me deixaram assustada e estava receosa em fazer. Agora que fiz, vi que não é esse drama todo.

A pele fica avermelhada por um mês.

Na primeira semana eu não posso sair de casa pra nada, tenho que usar máscara de queimadura no rosto. Não posso usar protetor solar, só quando as cascas saírem.
Na segunda semana as cascas saem, daí a pele nova aparece finíssima de tudo e vermelhinha, então é fundamental o protetor, senão mancha.
Esta nova pele vermelhinha e fina, fica por um mês, por isso devo passar base no rosto, que a médica indicou, por cima do protetor pra esconder o vermelhinho. Sol à vontade, só depois de dois meses.
Muitas senhoras utilizam esse tratamento pra retiradas de rugas e parece que fizeram cirurgia do tanto que fica bom, pois o laser estimula a produção de colágeno e ele vai sendo produzido até o terceiro mês.
Não dói nadinha no pós laser, só durante o momento que ele está sendo passado. O ruim é essa pele vermelha dura que fica, parece que tem argila no rosto. Não dá pra sorrir, abrir a boca pra comer… que a pele grossa racha todinha, sensação de deserto nas bochechas. Tenho que ter paciência e não tirar essa pele argilosa, e esperar sair sozinha.”
Observação: a pele rejuvenesce de 3 a 5 anos.
http://www.youtube.com/watch?v=C1He1FyQBIA    depoimento de uma mulher
http://www.youtube.com/watch?v=E-ebl208ofE      fotos das senhoras
O antes e depois da minha prima, posto semana que vem. Ok?
Mas pelo o que a Paulinha contou é super recomendado e vale o custo benefício.
Deu uma vontade de testar nas estrias…
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s