Morrer não é matar

Não se matam os sonhos, a esperança, as palavras que um dia foram ditas e significaram tanto.

Não se matam os anos passados juntos, as conquistas compartilhadas, o fruto de tanto amor.

Não se matam as promessas de um novo amanhecer, as lembranças de momentos simples e de intensa felicidade.

A morte não é o fim de tudo.

Tá mais para um vazio no peito que parece jamais ser preenchido.

A falta de vontade de levantar da cama.

Um sorriso que recusa a se abrir e as pernas que não tem mais forças para seguir. Mas não o fim.

Pois morrer não é matar. É apenas inesperado, dolorido, sem sentido. Mas os que ficam precisam fazer o impossível para reaprender a viver, tirar um ensinamento de tudo isso, sentir esta dor até ela se transformar em outra coisa. Algo melhor, ou menor.

Mas morrer não é matar. E minha amiga linda, vai passar.

Meus sentimentos ao Vinicius e a Emilia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s