Inspiração do dia: franja

Meu amor pelo Doctor House é explícita. Eu assisto 4 episódios todas as noites antes de dormir. Infelizmente, só faltam 2 DVDs para acabar a oitava e última temporada. Buáááá #todoschoram.

Mas tem uma atriz que contracenou com ele como sua assistente que a gente nunca vai perder o contato. Dos tapetes vermelhos às revistas de moda, Olivia Wilde está sempre marcando presença e lançando tendência.

Esta foto é apenas um portrait, mas o que me chamou a atenção foi a franja lindíssima que deu um contorno especial ao seu rosto. Será que os pobres mortais podem tentar conseguir o mesmo efeito? O que está sendo muito pedido nos salões são as franjas cheias e retas bem rente ao cílios, mas como nunca tampei minha big head, não arrisco. Acho os franjões mais charmosos, mas crescem tão rápido que parece que você só aparou as pontas. A franja da Olivia é um meio termo e não deixa o ar misterioso e sexy de lado.

Amanhã vou ao cabeleleiro, e sem dúvida, com esta referência em mãos.

Imagem

Anúncios

Liquidação do Lápis Vermelho

Começa hoje a liquidação do lápis vermelho. É quando vários shoppings da rede Multiplan oferecem descontos de até 70% em todas as lojas, para queimar os estoques e abrir espaço para as novidades de inverno. 

São 4 dias para você aproveitar. E eu não vou perder a oportunidade de dar um pulinho aqui do lado no Shopping Vila Olímpia. Melhor ir hoje que amanhã todo mundo recebeu, aí já viu, né? #saipralámulheressurtadas

Imagem

Inspiração do dia: Dia da Saudade

30 de janeiro é o Dia da Saudade (como se eu não sentisse saudade todos os dias).

Não sou uma pessoa que se conecta tão bem com o presente, adoro fazer planos para o futuro, mas o saudosismo é minha marca registrada. Sempre fui imensamente feliz em cada época da minha vida. Não tenho nada o que reclamar. Mas se hoje, eu pudesse voltar ao tempo, e escolhesse um único dia para reviver seria esta viagem para Caldas que fiz com minhas melhores amigas. Estávamos em Goiânia e sem planejar nem nada, pegamos o carro e fomos curtir sertanejo na veia, huahuahua.

Amo vocês minhas lindas. SAUDADONA.

Imagem

Qui nem chiclé: Eu que não sei quase nada do mar

A música do dia é pra dar aquela sacudida na alma. A letra é profunda. A melodia é fantástica. A batida é forte. Tá certo que você tem que gostar de MPB para concordar. Mas eu além de gostar, admiro muito essas grandes cantoras e intérpretes: Ana Carolina e Maria Bethânia.

Acompanhem e deixem toda essa água do mar levar o que estava ruim para bem longe e dar um banho de energia positiva renovando o nosso dia:

“Garimpeira da beleza
Te achei na beira de você me achar
Me agarra na cintura, me segura e jura que não vai soltar
E vem me bebendo toda, me deixando tonta de tanto prazer
Navegando nos meios seios, mar partindo ao meio
Não vou esquecer

Eu que não sei quase nada do mar
Descobri que não sei nada de mim

Clara, noite rara, nos levando além
da arrebentação
Já não tenho medo de saber quem somos
na escuridão

Me agarrei nos seus cabelos
Sua boca quente pra não me afogar
Tua língua correnteza lambe minhas pernas
Como faz o mar
E vem me bebendo toda, me deixando tonta de tanto prazer
Navegando nos meus seios, mar partindo ao meio
Não vou esquecer

Eu que não sei quase nada do mar
Descobri que não sei nada de mim”.

 

 

Esmalte da semana: misturinha

Era um sábado pós-feriado em que eu não tinha absolutamente nada para fazer. A ideia era gastar o máximo de tempo com minhas futilidades. Com a inspiração de um dia chuvoso, peguei 3 tons diferentes de cinza, do claro ao chumbo até o prateado, e comecei a brincar. 

Primeiro testei a meia lua inversa. Passando uma camada de esmalte Risqué Metálico, da Isabeli Fontana, chamado Rock’n Roll e completando com uma mão do Risqué Metálico, Beijo no Escurinho. É lógico que eu deveria ter parado por aí. Ainda não estava morrendo de vergonha de existir. Mas para completar o estrago terminei com uma francesinha na ponta das unhas do Impala Prata, linha Festas.

Obs: quando fui pegar o peso para fazer aula de musculação, queria colocar minha cabeça embaixo da terra, de vergonha do professor.
Imagem

ImagemImagem