O começo de uma nova vida – Episódio 2 – Quinta temporada

Domingo completo 1 mês de cirurgia. E nesta etapa começa uma dieta que é chamada pela nutricionista de branda. 

No café da manhã, podemos tomar 1/4 de copo de leite desnatado, 1 fatia de pão torrado e 1 fatia de queijo branco.

No lanche da manhã, meia fruta sem casca, semente e bagaço.

No almoço, 4 colheres (sopa), sendo 1 colher de salada cozida, 1 colher de carne moída ao molho, 1 colher de arroz e 1 de feijão batido.

No lanche da tarde, 1/4 de copo de chá com adoçante, mais 1 fatia de pão torrado com 1 colher de requeijão light.

No jantar, 1 colher de salada cozida amassada, 1 colher de frango desfiado e 1 colher de purê de batata.

Na ceia, 1 bolacha de sal.

Aí vem a seguinte discussão. Minha intenção era não comer mais carboidratos ou pelo menos evitar este hábito na minha reeducação alimentar, mas como discutir com a nutricionista? e se for realmente fundamental ingerir o mínimo de carboidrato para me manter em pé e trabalhando? Na contramão destas dúvidas, ainda me pergunto: Eu continuo tendo tireoidite de hashimoto que me diz não ser adequado comer glúten, trigo, aveia e cevada. Ou seja, bolachas de sal e pães torrados não seriam muito propícios. Mas o arroz até que passa. Sem contar que purê de batata na janta engorda.

E agora?

 

Imagem

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s